Ilha do Mel

Ilha do Mel

Coisas para fazer - geral

Incluir na bagagem uma dose extra de aventura é fundamental para quem segue rumo à rústica Ilha do Mel. Para início de conversa, o acesso ao paraíso é feito de barco, partindo de Paranaguá, Pontal do Paraná e de Morretes – desta última cidade, porém, só nos finais de semana e feriados. Uma vez em terra firme, prepare-se para encontrar ruas de areia salpicadas por casinhas simples de alvenaria onde carros não circulam. As caminhadas são regidas pela maré ou em meio a trilhas e, à noite, as lanternas são indispensáveis – não há iluminação pública na ilha.

O cenário idílico ocupa uma área de 27,5 quilômetros quadrados, sendo 35 quilômetros só de praias. A maioria é selvagem, emoldurada pela Mata Atlântica e com características únicas – Fortaleza é praticamente deserta, enquanto Encantadas é o point do agito e praia Grande oferece as melhores ondas para a prática do surf. A turma espalha-se entre as duas vilas – Nova Brasília e Encantadas – que abrigam campings, pousadinhas e restaurantes caseiros de frutos do mar. Falando em infra-estrutura, a ilha tem acesso limitado e recebe, no máximo, cinco mil pessoas por dia. É uma maneira de evitar a degradação e manter o despojamento.

O tempo passa devagar na Ilha do Mel, o que incentiva as longas caminhadas rumo aos cartões-postais. Partindo de Nova Brasília, uma das trilhas mais bonitas e famosas leva ao Forte Nossa Senhora dos Prazeres, erguido no século 18 nas areias da praia da Fortaleza. A caminhada à beira-mar dura uma hora e vale o esforço – chegando na construção, suba até o topo para apreciar os canhões históricos e a belíssima vista panorâmica.

Do outro lado da ilha, encare a escadaria que conduz ao Farol das Conchas, também com um visual desconcertante. Estique a passeio até a praia de Fora das Encantadas. Lá, uma gruta alimenta a imaginação dos ilhéus com lendas de sereias.

País Brasil

Culture and history info

Dos seus 2700 hectares apenas 200 têm permissão de uso - o restante é reserva ecológica (tombada pelo Patrimônio Histórico em 1975, é administrada pelo Instituto Ambiental do Paraná desde 1982). O turista dispõe de pousadas e pequenos restaurantes. A ilha tem cinco vilarejos: Fortaleza, Nova Brasília ou Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas. Não há ruas ou estradas, só trilhas. A implantação de geradores de energia elétrica, em 1988, deu início a atitudes que hoje se tranformaram em preocupação pela preservação da ilha e sua principal atração: a natureza. Em 15 de abril de 1982, a Ilha do Mel, por aforamento, foi transferida da União para o Estado do Paraná. A Fortaleza, o Farol e a Rádio Farol permaneceram sob o domínio da União; Em 1985, chega a água tratada; Em 21 de setembro de 1988, foi criada a Estação Ecológica da Ilha do Mel; Também em 1988 chega a energia elétrica, através de gerador a diesel, que funcionava das 7 h da manhã até às 2 h da madrugada,; Em 1998, através de cabo submarino, a luz elétrica passou a ser fornecida do continente, vinte e quatro horas por dia, seguindo também, para a Ilha das Peças e para a Ilha de Superagüi.Culture and history image

Ilha do Mel - Pacote 2 dias

Ilha do Mel
Preço por pessoa a partir de R$ 780
Passeio de trem, centro histórico de Morretes, Barreado (prato típico), rio Nhundiaquara, travessia Mais Informações
Reservar
Galeria de Atividades
Imagem Natureza

Culture and history info

Dos seus 2700 hectares apenas 200 têm permissão de uso - o restante é reserva ecológica (tombada pelo Patrimônio Histórico em 1975, é administrada pelo Instituto Ambiental do Paraná desde 1982). O turista dispõe de pousadas e pequenos restaurantes. A ilha tem cinco vilarejos: Fortaleza, Nova Brasília ou Brasília, Farol, Praia Grande e Encantadas. Não há ruas ou estradas, só trilhas. A implantação de geradores de energia elétrica, em 1988, deu início a atitudes que hoje se tranformaram em preocupação pela preservação da ilha e sua principal atração: a natureza. Em 15 de abril de 1982, a Ilha do Mel, por aforamento, foi transferida da União para o Estado do Paraná. A Fortaleza, o Farol e a Rádio Farol permaneceram sob o domínio da União; Em 1985, chega a água tratada; Em 21 de setembro de 1988, foi criada a Estação Ecológica da Ilha do Mel; Também em 1988 chega a energia elétrica, através de gerador a diesel, que funcionava das 7 h da manhã até às 2 h da madrugada,; Em 1998, através de cabo submarino, a luz elétrica passou a ser fornecida do continente, vinte e quatro horas por dia, seguindo também, para a Ilha das Peças e para a Ilha de Superagüi.
Culture and history image